Melhor forma de alisar cabelos crespos e ondulados.

Por Ana Carvalho

Vários salões e produtos prometem alisar cabelos ondulados e crespos. Muitas mulheres tem dúvidas quanto a esse tipo de procedimento.

Hoje vamos conhecer melhor as formas de se alisar o cabelo, prós e contras.

 Relaxamento Químico

É o alisamento formulado à base de hidróxido de sódio ou tioglicolato de amônia, precisam ser aplicados com muito cuidado para não danificar os fios. Nesse processo, é recomendável não escovar os cabelos durante pelo menos três dias.

Se você quer apenas diminuir o volume do seu cabelo, soltar um pouco os cachos e ganhar movimento, opte pelo relaxamento. O processo é idêntico ao do alisamento químico e é feito com os mesmos produtos. A diferença é que o tempo de ação dos produtos nos cabelos é reduzido pela metade, o que torna

o processo menos agressivo aos fios, além de resultar numa aparência mais natural.

O relaxamento exige retoques a cada 45 ou 60 dias e deve ser feito apenas na raiz para não ressecar ainda mais os fios. Ele não é indicado para cabelos tingidos ou descoloridos.

Embora os produtos utilizados no alisamento e no relaxamento sejam bem menos agressivos aos cabelos do que eram antigamente, redobre os cuidados na hora de escolher o profissional que irá aplicá-los e observe os seguintes cuidados:

Cuidados:

. O tempo de aplicação do produto não deve exceder o recomendado.

. Respeite o intervalo de tempo entre as reaplicações, que pode variar de 3 a 6 meses.

. Nunca faça alisamento se o seu cabelo já tiver passado por outros processamentos químicos, como tintura ou tonalizantes.

. Exija a realização de uma prova de toque antes de aplicar o produto, para verificar se a sua pele é sensível aos componentes químicos.

. Vá ao salão sem lavar os cabelos, pois a oleosidade protege e lubrifica os fios que irão receber os produtos químicos.

. Procure lavar os cabelos com xampus e condicionadores próprios para cabelos quimicamente processados.

. Pelo menos uma vez por semana dê banhos de creme hidratante para cabelos e, a cada 15 dias, aplique uma máscara de tratamento profundo nos fios.

Escova Progressiva

Recondicionamento térmico, alisamento japonês, chapinha japonesa, retexturização ou escova definitiva são os diversos nomes da técnica de alisamento de cabelos que oferece às mulheres a chance de realizar o sonho de manter os cabelos lisos por mais tempo.

A técnica tem algumas restrições: não é indicada para cabelos muito crespos, cabelos descoloridos, com mechas claras, com permanente ou que passaram por relaxamento. Regra geral: os fios precisam estar pelo menos seis meses sem receber qualquer química.

Antes de tudo, é obrigatório realizar um teste prévio para determinar se o fio possui resistência para ser submetido à retexturização. Em seguida, os cabelos são lavados e hidratados. Com os fios ainda molhados, eles recebem por cerca de uma hora cremes à base de queratina e colágeno, que abrem as escamas de proteção dos fios e agem na estrutura capilar. Por três dias os cabelos não podem ser lavados, presos ou modelados, pois podem ficar marcados ou se romper. Após esse período, volta-se ao salão para uma nova hidratação e, a partir daí, fica-se livre de escovas, secadores e outros processos de modelagem. O resultado é a aparência de um cabelo que acabou de ser escovado, com brilho e maciez.

Pós Química

Seja qual for o alisamento escolhido é importante o tratamento, para que os fios fiquem com aparência natural e não com aspecto de alisados. É importante também para manter a força dos frios que ficam fragilizados após química ou tintura.

Os especialistas recomendam a utilização de shampoos com proteínas, condicionadores de reconstrução com silicone, cremes hidratantes com queratina, neutralizantes de produtos químicos, cremes para enxágüe e finalizadores.

Mitos e verdades sobre alisamentos:

É comum cair cabelo após o alisamento.

Verdade! se o produto ficar tempo de mais nos fios, se o cabelo for fino eu já estiver com química as chances do cabelo quebrar são enormes.

Mulheres grávidas não podem fazer alisamento.

Verdade! Alguns produtos químicos podem ser inalados pela grávida que podem fazer mal ao bebê.

A Anvisa libera o formol em concentrações de até 0,2%,quantidade suficiente para alisar.

Mito! A concentração liberada não é suficiente para alterar a estrutura do fio, só serve como conservante para o produto. Para alisamentos, é preciso ao menos 4%

Não é possível ter fios alisados e coloridos.

Mito! É possível ter cabelos tinjidos e alisados. É indicado porém que não se façam os 2 procedimentos no mesmo dia. Dê um intervalo de pelo menos 15 dias.

O alisamento dura pra sempre.

Mito! Se o alisamento for via progressiva, ele dura por 3 meses, se for por creme alisante dura 6 meses.

As escovas progressivas sem química não alisam completamente.

Verdade! Frutas, chocolate, leite e cana-de-açúcar não são capazes de mudar a estrutura do fio, ou seja, alisar o cabelo. Essas técnicas nada mais são que um tratamento intensivo dos fios para repor a queratina perdida, o que confere um aspecto liso e doma o volume. Mas para alisar de verdade as ondas, só com química mesmo